Diretor de fotografia e cineasta, Lula Araujo trabalha há quatro décadas na produção audiovisual, com créditos em musicais, novelas, seriados, documentários, jornalismo, comerciais, institucionais, longas e curtas-metragens. Entre os principais trabalhos em cinema estão os longas Bela Donna (1998), de Fábio Barreto, Outras estórias (1999), de Pedro Bial e O menino maluquinho, de Helvécio Ratton. Na TV, esteve na equipe de sucessos como Plantão de polícia, Malu mulher, O Bem-Amado e Carga pesada. Em 2011, ganhou o prêmio de melhor fotografia no 37º Festival de Cine IberoAmericano de Huelva, na Espanha, pela fotografia de Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca.

https://canalcurta.tv.br/filme/?name=lula_araujo_o_homem_camera

Direção de Fotografia

Longas

  • Vozes da Floresta, de Betse de Paula, 2019
  • Desarquivando Alice Gonzaga, de Betse de Paula, 2017
  • Eu, meu Pai e os Cariocas, de Lúcia Veríssimo, 2017
  • Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, de Beto Brant, 2011
  • Tamboro,  de Sérgio Bernardes – 2006
  • O bicho dá, o bicho toma,  de Beatriz Thielman – 2004
  • Amazon Forever,  de Jean Pierre Dutileux – 2002

Curtas

  • Juramento, de Jul Leardini, 2019
  • Petite Mort, de Bruno Rego, 2018
  • Ruínas, de Emílio Gallo – 2005
  • Cauê Porã,  de Sérgio Bernardes – 2003
  • Nós e não nós,  de Sérgio Bernardes – 2003
  • O Comendador,  de Armando Lacerda – 2001
  • Janela Para Os Pirineus,  de Armando Lacerda – 2001
  • Via Brasil,  de Sérgio Bernardes (abertura da EXPO 2000, em Hanover)
  • Histórias de Avá,  de Bernardo Palmeiro – 2000.
  • A História sem fim, do Rio Paraguai…,  de Valéria del Cueto – 1999
  • Rio, Incomparável!,  de Lula Araujo – 1999
  • Watu, Um Rio Chamado Doce, de Edílson Martins – 1998
  • Novembrada, de Eduardo Paredes – 1995  (segunda unidade)

Séries

  • Xingu – A Terra Ameaçada, de Washington Novaes (TV Cultura) – 2006
  • Cartas ao Povo Brasileiro (cent. Portinari), de Sônia Garcia (TVE) – 2004
  • Desafio do lixo, de Washington Novaes (TV Cultura) – 2000
  • GNT Fashion, de Bety Lago – 1999.Terra Brasil, de Marcelo Dantas – 1997
  • A Turma do Pererê, de Sonia Garcia (TVE) – 1996 e 2009
  • Os Caminhos da Sobrevivência, de W. Novaes (Intervideo) – 1987
  • Kuarup, de Washington Novaes (Intervideo) – 1987
  • Xingu – A Terra Mágica, de Washington Novaes (Intervideo) – 1984

Direção

  • Rio, Incomparável! (Riotur) – 1999
  • Making Of Pantanal (TV MAnchete) – 1990

Steadicam e câmera

Longas

  • Meu Nome Não É Johnny, de Mauro Lima
  • Verônica, de Maurício Farias
  • Se eu fosse voce 2, de Daniel filho
  • Amélia, de Ana Carolina.
  • Amores, de Domingos de Oliveira
  • Bella Dona, de Fábio Barreto
  • Didi quer ser criança, de Alexandre Bouri
  • O Casamento de Louise, de Betse de Paula
  • Celeste e Estrela, de Betse de Paula
  • Hora Marcada, de Marcelo Taranto
  • O Menino Maluquinho, de Helvécio Raton
  • Outras Palavras, de Pedro Bial
  • Separações, de Domingos de Oliveira
  • Simão, O Fantasma Trapalhão, de Paulo Neto Aragão
  • Tempestade Cerebral, de Hugo Carvana
  • Turistas, de John Stockwell
  • Uma Aventura do Zico, de Antônio Carlos da Fontoura

Séries

  • Por Toda Minha Vida,  de Ricardo Waddington – TV Globo – 2008/2009
    • Mamonas Assassinas
    • Dolores Duran
    • Chacrinha
    • Adoniran
    • Cartola
    • Raul Seixas
    • Claudinho e Bochecha
    • Cazuza
  • Mata–Atlântica, de João Sales – 1998 (GNT)
  • Confissões de Adolescente, 1985  (TV Cultura), de Daniel Filho
  • A Vida Como Ela É,  1996  (TV Globo) , de Daniel Filho
  • Plantão de Polícia, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • Malu Mulher, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • O Bem Amado, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • Carga Pesada, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • Quem Ama Não Mata, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • Amizade Colorida, de Daniel Filho (Rede Globo)
  • Parabéns pra você, de Daniel Filho (Rede Globo) – 1980/82

Prêmios

  • Lampião e Maria Bonita – 1983,  de Paulo Afonso Grisolli
    • Melhor Série,  NY Festivals
  • O Cangaceiro Trapalhão – 1984, de Daniel Filho
    • Festival Internacional de Cinema para Infância e Juventude (Portugal)
  • Xingu – 1985,  de Washington Novaes.
    • Melhor Série Científica (Seul – Coréia do Sul)
  • Pantanal – 1990,  de Jaime Monjardim
    • Melhor novela, prêmio SP
  • Novembrada – 1996,  de Eduardo Paredes
    • Melhor Curta,  Festival de Gramado
  • Histórias de Avá – 1997, de Bernado Palmeiro
    • Melhor Documentário,  Festival de Gramado
  • Terra Brasil – 1998, de Marcelo Dantas
    • Bronze – NY Festival series
  • Cauê Porá: Como é Linda a Floresta – 2004,  de Sérgio Bernardes
    • Melhor fotografia, Festival Internacional de Filmets de Badalona – Itália
  • Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, de Beto Brant, 2011.
    • Melhor fotografia, Festival de Cine Iberoamericano de Huelva (Espanha), 2011
    • Melhor fotografia, IX Prêmio FIESP/SESI-SP de Cinema, 2013
    • Melhor fotografia, Anápolis Festival de Cinema, 2012

Participação em Cursos e Workshops

  • Workshop de Fotografia e Steadicam, Studio 13, Joinville – SC.
  • Oficina de Steadicam, Hollywood Film Academy, Curitiba – PR.
  • Oficina de Steadicam, Faculdade Estácio de Sá, Rio de Janeiro.
  • Oficina de Steadicam, Tempo Glauber, Rio de Janeiro.
  • Curso de steadicam, Academia Internacional de Cinema, Rio de Janeiro.
  • Oficina de steadicam, TV Globo, Rio de Janeiro.